Botafogo

Alexandre Lecaros se apresentou oficialmente ao Botafogo e falou sobre sua chegada

O peruano vestiu a camisa do Alvinegro e concedeu entrevista coletiva

O peruano, Alexandre Lecaros, se apresentou nessa quarta-feira (08) no estádio Nilton Santos, e concedeu entrevista coletiva. O atacante de 20 anos falou sobre a sua chegada no estádio e disse sobre a forma de como prefere jogar.

“Surpreendente. Já senti a pressão de estar dentro de campo, me surpreendeu muito. Prefiro jogar pelo lado direito, que aí consigo cortar para o meio e chuto com a perna esquerda, que é a minha favorita. Minha característica é jogar pelos lados. Minha força é o um contra um. Também posso jogar na lateral. Creio que vamos atrás de coisas importantes na temporada.”

O jogador também falou sobre a motivação de estar em um time grande como o Botafogo e explicou que a motivação a mais veio do pai.

“Meu pai não pôde jogar profissionalmente, mas era um grande jogador. Ele me falou sobre o Botafogo, que era uma grande equipe, que mandou muitos jogadores para a Seleção, meu pai comentava muito sobre o Didi. Me motivou muito jogar num clube grande e também no Brasil. Estou seguro de estar aqui.”

Além de Lecaros, o o vice-presidente geral, Carlos Eduardo Pereira, também falou ao lado do peruano sobre o orçamento do clube em 2020. CEP citou a formação de um comitê comercial, que será responsável pela arrecadação de novos recursos.

“Temos esse comitê executivo de futebol e estamos criando um comitê comercial para se dedicar a captação de novos negócios e, principalmente, novas receitas. Temos outro grupo responsável pela conclusão da S/A, e um outro grupo preparando o funcionamento do restante. 2020 será um ano decisivo.”

CEP também falou sobre o Botafogo S/A e disse estar em período de regularização jurídica e em busca por investidores.

“Nós estamos agora partindo para formalizar a questão jurídica. As decisões da Assembleia Geral e do Conselho Deliberativo foram importantes, agora com essa formalização temos a condição de prosseguir com os investidores. Os investidores institucionais – fundos -, vejo ainda um horizonte de três, quatro meses de diálogos pela frente. Os investidores individuais – family office – têm mais agilidade nessa decisão. Estamos caminhando, com a parte jurídica pronta, vamos avançar mais, também passado esse período de festas”.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar