Botafogo

Barroca fala sobre solucionar problemas e ajustes contra o Internacional

O técnico reconhece a responsabilidade e reforçou seus objetivos diante do Alvinegro

O técnico Eduardo Barroca concedeu entrevista coletiva nessa sexta-feira (30), no estádio Nilton Santos e falou como o Botafogo precisa evoluir na parte ofensiva, sendo o setor mais carente do Alvinegro e precisa de uma dedicação maior e como solucionar o problema.

“Nós temos o problema que todos estão falando que é o número de gols, e reconhecemos isso. Estamos trabalhando diariamente para encontrar formas de melhorar o desempenho nesse sentido. Não sou um cara que fujo das minhas responsabilidades, entendo que essa responsabilidade é minha. Nos meus primeiros dez jogos, tínhamos um aproveitamento baixo de bola parada, enfatizamos o treinamento e hoje estamos num nível satisfatório de bola parada ofensiva. Estou trabalhando com afinco para solucionar esse problema, seja por trabalho, escolha de atletas, mudanças estruturais.”

O próximo adversário do Botafogo será o Internacional, que perdeu na última quarta-feria para o Flamengo na Libertadores. O elenco Alvinegro viaja sexta-feira para o Sul, para jogar no sábado, às 21h, no Beira-Rio. Barroca acrescentou que a eliminação do time colorado na competição internacional não muda a dificuldade do jogo.

“Difícil falar qualquer coisa nesse sentido, porque o Internacional é um time muito forte. Só quem está lá dentro pode falar que tipo de motivação eles terão para esse jogo. Prefiro focar toda a minha energia e atenções naquilo que posso desenvolver no meu grupo, melhorar, dar confiança aos jogadores para fazermos boa partida.”

Um desfalque para esse jogo será o atacante Rodrigo Pimpão, que sentiu dores no pé direito, e Barroca disse a condição do jogador.

“Está fora do jogo, está sem condição, foi fazer um exame agora à tarde. Ele já estava com problema no pé há um tempo, recuperou, foi fazer um treinamento e foi agravado com lesão exatamente onde estava com problema. Ele está fora.”

Para jogo diante do Inter, Barroca fez alguns ajustes, como o Diego Souza mais no meio e a manutenção do time que jogou contra a Chapecoense como uma segunda opção.

“Vou fazer mais alguns ajustes hoje, mas a gente deve tramitar entre as três opções que treinei ontem. Com o Diego Souza de meia, entrando com um centroavante. Uma segunda alternativa é a manutenção da equipe que pegou a Chapecoense. Uma terceira seria a entrada do Fernando para ter uma linha de 4 mais consistente, com Marcinho trabalhando um pouco mais à frente. Vou observar isso no treino de hoje.”

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar