BotafogoFutebol

Barroca reclama de arbitragem e fala sobre a derrota fora de casa

Time Alvinegro recebeu 9 cartões amarelos na derrota para o Palmeiras

O técnico Alvinegro concedeu entrevista coletiva após o jogo contra o Palmeiras, no Mané Garrincha. Mesmo o time paulista tendo o total domínio da partida, o que mais chamou atenção foi a quantidade de cartões amarelos aplicados durante o jogo. Eduardo Barroca reparou nisso e criticou a forma como o árbitro lidou com o jogo.

Eu não sou de reclamar de arbitragem, mas entendo que a forma que ele administrou tirou o foco dos jogadores da partida. Inclusive comigo, a primeira vez que eu fui falar com ele, ele pegou o cartão e ficou me ameaçando. Entendo que as coisas devam ser desenvolvidas de uma forma diferente. Hoje foi um dia atípico, que fique de lição para a gente não perder o foco. Nosso objetivo é pontuar e levar o Botafogo para o topo da tabela.

Além da quantidade excessiva de cartões durante a partida, o resultado também não agradou muito o torcedor alvinegro. O resultado foi ruim, mas Barroca fez questão de elogiar a luta da equipe dentro de campo, mesmo voltando de uma partida no Paraguai e logo depois viajando para Brasília.

Foi um jogo muito difícil, contra um time que lidera a competição, uma equipe muito bem treinada. Evidente que eu não estamos satisfeitos com o resultado. Sobre a possibilidade de trazer o jogo para cá, não sou a pessoa capacitada para falar já que não é uma coisa decidida por mim. O Botafogo vem de uma sequência extremamente desgastante. Lutamos e os jogadores se dedicaram para buscar o empate.

Barroca também não deixou de analisar a forma e estilo de jogo do Palmeiras, por ser uma equipe que está em primeiro na tabela e de muita qualidade.

 A gente queria levar o jogo para a posse bola e o Palmeiras queria fazer o um contra um. Eles foram um pouco mais bem sucedidos, principalmente no primeiro tempo. No segundo, não, o Botafogo criou oportunidades, mas não foi suficiente. A gente enfrentou uma equipe muito boa, muito qualificada. Nós lutamos o tempo todo, não estamos satisfeitos, mas a gente precisa ter a capacidade de absorver esse resultado e virar a chave para o próximo.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar