Flamengo

Bolo, guaraná e três pontos: Flamengo aproveita o seu aniversário para bater o Santos no Maracanã

Mudanças de Dorival Júnior fazem efeito e time volta a vencer no Brasileirão após três partidas

Data especial, jogo decisivo e Maracanã lotado. O Flamengo precisava vencer para se aproximar da classificação direta à fase de grupos da Copa Libertadores 2019 – e ainda manter uma remota chance de título. Para isto, nada melhor do que contar com apoio da torcida, algo que se tornou marca registrada do time neste ano. E para ficar ainda melhor, era o aniversário do clube. O resultado positivo veio pelas mexidas certeiras de Dorival Júnior e pelas mãos de César. Vitória pelo placar mínimo, deixando o torcedor mais à vontade para curtir o feriadão sem se preocupar.

O Santos não foi um adversário que apresentasse muito perigo. Aliás, a primeira finalização do Peixe que deixou o torcedor rubro-negro preocupado foi aos 33 minutos da etapa inicial. Antes disso, nada demais. Não que o Flamengo estivesse amassando o rival, criando chances incríveis, anulando o adversário. Mas o time visitante não incomodou nos primeiros 45 minutos.

Santos jogou mal no primeiro tempo e não ameaçou o adversário (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Já o Flamengo mostrou um repertório de finalizações de fora da área. Diferentes jogadores encheram o pé e chutaram pro gol. De fato, nenhuma finalização de longa distância entrou no gol ou exigiu de Vanderlei uma defesa espetacular. Mas pelo menos tirou do Rubro-Negro a mesmice de cruzamentos sem sentido a torto e a direito e deu uma nova arma.

No segundo tempo, brilhou a estrela de Dorival Júnior. Primeiro, o técnico tirou o atacante Uribe, que não atuou bem, e colocou Henrique Dourado. Na sequência substituiu Rômulo por Jean Lucas. Por fim, mandou Berrío no lugar de Vitinho. Não foi só a troca das peças que deu certo. Dorival inverteu os lados e colocou o colombiano pelo lado direito, deixando Everton Ribeiro pelo lado esquerdo. Aos 27 minutos, Diego tabelou com o camisa 7, e fez um lindo lançamento para Berrío. O colombiano escorou para Dourado bater de perna esquerda e mandar para o fundo do barbante, abrindo o placar e dando um alívio ao Fla.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Um gol que tem alguns detalhes a serem analisados. Primeiro, a iniciativa entre Diego e Everton Ribeiro. Os dois jogadores são as estrelas do time, mas não conseguiam exercer o protagonismo nas últimas partidas. E finalmente, Diego agiu como um camisa 10. Fez o que se espera dele. Um passe que quebre as linhas de marcação, um lançamento que deixe o atacante na cara do gol. Berrío foi inteligente. Em um primeiro momento pareceu uma canelada que virou assistência. Mas observando melhor o lance, foi um passe consciente mesmo. E Henrique Dourado no lugar certo, na hora certa. O Ceifador não é unanimidade na torcida rubro-negra, tampouco é um craque de bola. Mas é o artilheiro do time no ano e teve um papel fundamental na vitória.

O Ceifador fez mais uma vítima no Maraca (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Quando tudo se encaminhava para uma vitória tranquila do Flamengo, sem sustos, Léo Duarte resolveu transformar o final da partida um suspense digno de indicação ao Oscar. O zagueiro dominou a bola tranquilo, mas tentou um drible próximo a linha de fundo, perdeu a bola e derrubou Gabriel dentro da área. Após hesitar, o árbitro marcou pênalti. Então Gabigol foi para a bola. O artilheiro do Campeonato Brasileiro 2018 ficou cara a cara com César. Ah, vale destacar que César já havia salvado o Flamengo em uma defesa espetacular, em finalização dentro da pequena área do próprio Gabriel. O atacante correu para a bola, bateu, mas parou na mão direita do goleiro rubro-negro, e após Jean Lucas isolar a bola, os jogadores foram comemorar com o arqueiro.

Após falhar no clássico contra o Botafogo, César brilhou no dia do aniversário do Rubro-Negro e salvou a festa (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O Flamengo ainda segurou a bola e garantiu os três pontos no dia de seu aniversário, presenteando a torcida em pleno Maracanã. Agora o Rubro-Negro volta suas atenções para o Sport, no domingo (18), às 17h, na Ilha do Retiro. O jogo é decisivo, já que o Leão foge da zona de rebaixamento. O Santos viaja até Belo Horizonte para jogar no mesmo dia e horário contra o América-MG.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Pular para a barra de ferramentas