Vasco da Gama

Danilo Barcelos sobre o gol evitado: “Foi um lance realmente incrível”

Já pensando na Copa do Brasil, o lateral-esquerdo também relembrou outros lances marcantes em sua carreira

Após o empate em 1 a 1 com o Flamengo, o elenco cruzmaltino se reapresentou nesta segunda-feira (11) em São Januário. Sem tempo para descanso o Vasco já treina com foco no Avaí, seu próximo adversário na Copa do Brasil. Danilo Barcelos um dos principais personagens do Clássico dos Milhões, concedeu coletiva de imprensa, falou sobre ter evitado o gol do Rodinei e da invencibilidade vascaína.

O GOL EVITADO

“Foi um lance incrível. Tem umas coisas que acontece só comigo. Final de jogo, a gente com a invencibilidade a zelar, há muito tempo invictos, a nossa equipe vem bem e eu acredito que também estávamos bem naquele momento do jogo. A gente buscou o resultado a todo instante, como é característico aqui no Vasco. Foi um lance legal, que certamente vai ficar marcado na minha memória e na de quem presenciou.”

“Eu vi o replay muitas vezes pela TV. Foi um lance realmente incrível. Se a gente não treinasse da forma que treina com o professor Alberto, forte e com muita intensidade, certamente não teria conseguido chegar naquela bola – concluiu o lateral.”

LANCES MARCANTES NA CARREIRA

“Na final da Copa do Nordeste quando eu fiz um gol. No campeonato Mineiro, também aconteceu um muito legal. Eu estava na reserva e meu companheiro de quarto passou mal e saiu com 10 minutos de jogo. Eu entrei e fiz dois gols no primeiro jogo da final. Tem vários lances bacanas, mas esse (do gol evitado) certamente vai ficar muito marcado pela maneira que foi e pelo tempo de jogo que restava.”

INVENCIBILIDADE

“Nós aceitamos esse fardo e vem carregando com maestria. Tem que valorizar todo o time, tanto os jogadores que estão jogando quanto quem está de fora no momento, pois fazem parte do nosso dia a dia e quando entram fazem a diferença, o grupo todo está de parabéns. Quanto mais longe a gente puder levar essa invencibilidade, ótimo, a gente tem que focar no jogo a jogo como é desde o início do ano.”

AS MUITAS CHANCES PERDIDAS NO CLÁSSICO DOS MILHÕES

“É o nosso maior rival. Obviamente vai ser um jogo mais tenso, isso é normal em todo lugar. Acredito que o nosso time teve até mais chance que o Flamengo, a gente estava bem postado no jogo defensivamente e ofensivamente. Foi um jogo totalmente parelho, se fosse um outro resultado há não ser o empate, seria até injusto pelo o que apresentamos, fomos bem nas bolas paradas criando algumas oportunidades de gol. Acho que o empate foi justo.”

Danilo Barcelos projetou o confronto com o Avaí (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)

O AVAÍ NA COPA DO BRASIL

“A Copa do Brasil é uma competição que a gente quer conquistar a todo custo. Mas temos que ter consciência de que tem o jogo de volta em Florianópolis, são dois jogos. O trabalho está dando resultado, nós esperamos que na quinta-feira com o nosso estádio lotado e o torcedor acreditando na gente, como está acreditando desde o início, eu tenho certeza que as coisas vão dar certo – afirmou o camisa 14.”

“Estamos conversando bastante sobre essa partida no vestiário. Se trata de Copa do Brasil e por si só já é um jogo diferente. É uma competição que tem um carisma legal e que todo mundo gosta de jogar. Eu, particularmente, adoro disputar a Copa do Brasil. Não gosto da primeira fase, pois é apenas um jogo. Ela começa a ficar interessante agora, pois os dois times possuem a oportunidade de jogar ao lado da torcida.”

“Com essa regra nova de não ter mais o gol fora de casa, acredito que não importa muito onde vai ser a primeira ou a segunda partida. Temos aqui o exemplo de 2011, quando o Vasco decidiu contra o próprio Avaí fora de casa e conseguiu a classificação. A gente está preparado, estávamos esperando esse jogo com ansiedade. Já estava até sentindo saudades da Copa do Brasil. É um campeonato que queremos muito e vamos atrás dele – finaliza Barcelos.”

MUDANÇAS DE VALENTIM NO VASCO

“O Alberto tem um elenco com mais de 30 jogadores na mão. Nosso treino é muito forte, quem acompanha sabe da qualidade do treino. Quem ele colocar vai estar pronto para ajudar o Vasco. Se vai trocar dois ou três por jogo, acredito que não tenha mudado muito porque estamos comprometidos e treinando muito forte.”

O NÚMERO DA SORTE

“O número 14 envolve muitas coisas para mim. 2014 foi o ano da minha primeira Série A pelo Sport, ganhei dois títulos esse ano, fiz o gol na final da Copa do Nordeste, casei e fiquei sabendo da minha filha, que é a coisa mais importante na minha vida.”

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar