Fluminense

Em busca de um meia, Ganso surge como opção para o Fluminense

Apesar do interesse tricolor, negociação é considera difícil

O Fluminense segue de olho no mercado em busca de contratações que possam qualificar a equipe e o nome da vez nos corredores das Laranjeiras é do meia Paulo Henrique Ganso, do Sevilla-ESP e que está jogando por empréstimo no Amiens-FRA. O meia de 29 anos foi liberado para acertar com algum time brasileiro e está estudando as alternativas.

Ganso é alvo do Fluminense para a temporada.
Foto: Projeto Craques do Amanhã

Apesar do desejo tricolor em repatriar o jogador revelado no Santos, as chances de acontecer o negócio são pequenas. O Fluminense vive grave crise financeira e tem teto salarial estabelecido em R$ 150 mil. Ganso recebe vencimentos bem acima do que o Fluminense pode arcar, e além disso o Sevilla deseja uma quantia em compensação pelo empréstimo.

“É um jogador que ninguém pode contestar a qualidade. Claro que nos interessa. Agora, para ele vir para o Fluminense, há uma distância e uma necessidade de composição”, afirmou o diretor executivo de futebol do clube carioca, Paulo Angioni.

Na atual temporada, Ganso disputou 14 jogos, sendo 6 como titular, e deu 3 assistências. Caso não acerte com nenhum clube, Ganso, que está de férias no Brasil, terá que se reapresentar ao clube francês para o restante da temporada, que se encerra em maio.

Marquinhos Gabriel longe; Nenê é esperança

O Fluminense segue de olho em outros dois meias, posição considerada como a mais carente do elenco tricolor: Marquinhos Gabriel, que está no Al-Nasr, dos Emirados Árabes e Nenê, do São Paulo. Na negociação que colocou Sornoza no Corinthians, o Fluminense tentou envolver Marquinhos Gabriel, que está emprestado ao Al-Nasr. Porém, o clube árabe não quer se desfazer do jogador antes do fim temporada. Já Nenê perdeu espaço no São Paulo no fim de 2018, e com a chegada de Hernanes para essa temporada, o mais provável é que o meia de 37 anos seja reserva, o que seria mais fácil para convencer o jogador a voltar para o Rio de Janeiro.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar