BasqueteNBB

Em jogo eletrizante, Botafogo bate Paulistano pelo NBB

Com Jamaal e Arthur marcando um duplo-duplo, Botafogo consegue sua segunda vitória na competição

O Botafogo conquistou sua segunda vitória, no Novo Basquete Brasil (NBB), contra o atual campeão da competição, o Paulistano, por 77 X 74, atuando em casa, no Ginásio Oscar Zelaya. O Botafogo ainda teve o desfalque de Cauê Borges, que teve uma fratura do dedo indicador da mão direita, e tem previsão de retorno em 20 dias.

Destaques do jogo, Jamaal Smith anotou 18 pontos, pegou oito rebotes e deu 11 assistências, fazendo um duplo-duplo, assim como Arthur, com 15 pontos, 11 rebotes e quatro assistências.

O Botafogo começou avassalador a partida, chegando a abrir 14 X 0, com cinco minutos de jogo. Mas aos poucos, a equipe do Paulistano foi ajustando seu jogo e equilibrando a partida. O primeiro quarto terminou 20 X 12 para a equipe do Glorioso.

No segundo quarto, sob o comando de Léo Mendl, o atual campeão do NBB se impôs e equilibrou ainda mais a partida, vencendo o quarto por 18 X 12. A equipe de Léo Figueiró caiu bastante no segundo quarto e o primeiro tempo terminou equilibrado: 32 X 30.

O Terceiro quarto começou da mesma forma que terminou o segundo, com o Paulistano implantando um ritmo forte na partida. Com Léo Mendl inspirado e com Yago bem no quarto. O Botafogo tentava com Arthur e Jamaal, mas o Paulistano virou o jogo e fechou o quarto por 49 x 51.

No último quarto, o elenco do Botafogo fez a diferença, e com belas atuações de Guga, Ansaloni e Maique, o Alvinegro conseguiu implantar um ritmo forte e virou a partida, vencendo por 77 x 74. No final do jogo, o técnico Léo Figueiró falou sobre essa importante vitória e creditou o resultado ao jogo coletivo da sua equipe, que se fez presente, principalmente no último quarto.

Defesa foi muito boa, rebote e a força do grupo. Jogamos o final do jogo sem o Jamaal (excluído por fazer cinco faltas), sem Coelho, sem o Cauê, e o pessoal que estava na quadra se encheu de coragem, de força e energia para suprir a ausência desses jogadores. Eu sempre falei que, o Botafogo não ia ser um time de um jogador só, que nós presamos o jogo coletivo muito forte e eu fico muito feliz que isso está começando a aparecer na equipe do Botafogo – disse o Léo Figueiró.

 

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close