FutebolFutebol BrasileiroPalmeirasVasco da Gama

Festa Alviverde no Caldeirão: Palmeiras é campeão fora de casa

Palmeiras leva a melhor em jogo importante para outros clubes além dos que estavam em campo

Que Vasco e Palmeiras seria o jogo do final de semana ninguém tinha dúvidas. O Vasco poderia escapar do rebaixamento já nesse jogo se conseguisse vencer o primeiro colocado, mas tinha um dos elencos mais ricos do Brasil pela frente. No entanto, a expectativa de ter um campeão definido na penúltima rodada era muito maior. Com 98% de chances de levar o título, o Alviverde só dependia de si mesmo para alcançar o objetivo –  e conseguiu.

Palmeiras comemora o tão aguardado título em São Januário (Foto: Ricardo Moraes/ REUTERS)

Os dois times fizeram um primeiro tempo eletrizante. Já no primeiro minuto os donos da casa foram para cima mostrando que sabiam o que queriam: a vitória. Sem Martín Silva, que não foi nem relacionado com dores no joelho, Valentim apostava em Fernando Miguel para fechar o gol vascaíno. Mas logo no início o goleiro deu um susto no treinador e sentiu a articulação na perna esquerda, mas logo tudo ficou bem.

A discrepância na qualidade dos jogadores das duas equipes era nítida. O time paulista trabalhava melhor a bola e chegava ao gol dos cariocas com facilidade. O Cruzmaltino assustava Felipão em alguns poucos lances como no chute do meia Andrey ou na jogada construída por Thiago Galhardo e Maxí López, que resultou em uma finalização furada por Pikachu dentro da área.

Depois dos 16 minutos, o Vasco acordou para o jogo e também tentava pressionar. Galhardo estava quase sempre sozinho no meio de campo vascaíno e apostava na própria criatividade para conseguir quebrar a defesa dos adversários. Pikachu e Kelvin pouco se apresentavam para armar algo com o camisa 8 e o centro-avante argentino por muitas vezes recebeu sozinho na frente para fazer o pivô, mas não tinha a quem passar.

O Gigante da Colina sofreu com as recorrentes contusões ao longo da temporada e dessa vez não foi diferente. O lateral-esquerdo Henrique, que assumiu a vaga após uma lesão de Ramon contra o Atlético-PR, também se contundiu e deu lugar para William Maranhão, volante que jogou improvisado no decorrer da partida. Felipão aproveitou o azar do oponente e sugeriu que o atacante Dudu fizesse suas investidas por aquele lado.

O Palmeiras envolvia a defesa vascaína com facilidade e só era interceptado no último passe, tendo quase todo o campo para poder avançar e trocar passes. Por alguns minutos o Vasco foi ao ataque com muita intensidade e por vezes apostava nos contra-ataques, mas era só questão de tempo até os visitante retomarem o domínio do jogo.

No segundo tempo as coisas não mudaram muito. O Palmeiras mostrava o que tinha de melhor e o Cruzmaltino se limitava em se defender para não tomar gol. Borja saiu para a entrada de Deyverson que deu mais dinamismo ao time na segunda etapa. Em determinado momento, o Verdão efetuou uma série de escanteios seguidos e causou aflição em toda a torcida presente em São Januário, que não parou de cantar um estante sequer.

Deyverson sai do banco e é decisivo na conquista Alviverde (Foto: Sérgio Barzaghi/Gazeta Press)

Aos 26 minutos, as 21.966 pessoas apaixonadas pelo Almirante viram Dudu lançar William pela esquerda que cruzou para Deyverson só mandar para dentro das redes. A partir daí, o Vasco partiu para o tudo ou nada. Alberto Valentim imediatamente tirou Kelvin e colocou o menino Marrony para dar sangue novo ao jogo. O Alviverde se retraiu e não queria deixar o empate vir. Enquanto isso, o Gigante da Colina tentava igualar o placar pressionando ao máximo a resistência verde. Já nos acréscimos, com o sangue à flor da pele, Pikachu ainda foi expulso por reclamar de uma falta próximo da área adversária e está fora do jogo.

O Palmeiras agora só vai cumprir tabela e comemorar o décimo título do Campeonato Brasileiro. O Flamengo mais uma vez foi “nadou e morreu na praia”, mas fica com merecido segundo lugar. Do outro lado, o Vasco ainda tem mais uma missão contra o Ceará, fora de casa, na 38ª rodada do Brasileirão. O Cruzmaltino precisa vencer para sair de perto da zona da degola e se garantir na Série A de 2019.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar