Libertadores da América

Final da libertadores entre River Plate e Boca Juniors é adiada!

Depois de ter o ônibus apedrejado por torcedores do River, time do Boca sofre e Conmebol decide adiar a partida de hoje.

O que era pra ser considerada a maior final de Libertadores de todos os tempos, se tornou uma final lamentável e acabou sendo adiada para a tarde de domingo(25). Antes da bola rolar, no estádio Monumental de Núñez, torcedores do River Plate protagonizaram cenas lamentáveis e apedrejaram o ônibus do Boca Juniors que estava se dirigindo para o estádio, e alguns jogadores ficaram feridos, o caso mais grave foi o do capitão Pablo Pérez, que precisou ir para o hospital. De acordo com a imprensa argentina, o jogador sofreu corte no braço e tem suspeita de estilhaços em um dos olhos. Ele e Gonzalo Lamardo foram encaminhado para um hospital.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Jogador mostra o detalhe de seu olho. Foto: Reprodução

Uma reunião entre os representantes dos clubes, da Conmebol e da Fifa foi realizada no vestiário para tomar uma posição, a diretoria do Boca pediu o adiamento da partida, entretanto a Conmebol decidiu somente atrasar o início do jogo mas no final optou pelo adiamento da partida. Vale lembrar que o presidente da Fifa, Gianni Infantino, estava no estádio e esse seria um dos motivos para o não adiamento da partida.

Um dos líderes do elenco do Boca, o atacante Carlitos Tevez falou com os repórteres da argentina e aproveitou o momento para avisar aos familiares que estava bem:

– Queremos dizer a nossas famílias que estamos bem, porque estamos incomunicáveis no vestiário. Não temos condições, estão nos obrigando a jogar a partida. Pablo acabou de chegar com um curativo no olho, e por isso estamos esperando – disse ele.

O jogador prosseguiu e disse também que:

-Entendo que exista muita pressão em todos os presidentes neste momento, mas acredito que eles precisam fazer o seu trabalho. Eles viram bem, está tudo filmado. Eu vomitei, minha garganta ardia, agora estou com dor de cabeça. Temos três companheiros que não estão bem fisicamente, não podemos acreditar no que está acontecendo, completou.

No final de sua fala o atacante relembrou o caso de 2015, quando torcedores do Boca jogaram gás de pimenta na direção dos jogadores do River:

– Eu vi aquele episódio da Bombonera pela televisão e escutei que os jogadores do River reclamaram porque ninguém tinha os procurado, perguntado como estavam. Mas tampouco vieram hoje, não é – finalizou.

Confira como o ônibus e os jogadores do Boca ficaram no vestiário:

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar