Fluminense

Fluminense apresenta Léo Artur e Ewandro

Dupla chega para reforçar o tricolor carioca até o final do ano

O Fluminense apresentou no CT da Barra da Tijuca os dois reforços para a temporada de 2019.

Assim como o técnico Fernando Diniz já tinha antecipado na entrevista coletiva contra o Flamengo, o tricolor carioca apresentou na tarde desta segunda-feira, o meia Léo Arthur e o atacante Ewandro, ambos tem 23 anos. Os dois falaram sobre a felicidade de vestir a camisa do Fluminense e sobre suas características dentro de campo.

Confira trechos da apresentação de Léo Arthur:

Chegada ao Fluminense

– Sensação de felicidade, de poder estar aqui em um clube com a grandeza do Fluminense. Estou bastante feliz.

Características dentro do campo

– Sou um jogador bastante versátil, onde me colocar, estou jogando. O Diniz já me conhece, sabe a maneira que eu jogo, chego bastante ao ataque, finalizo bem, mas sou um jogador de meio-campo mesmo, de armação.

Voltar a trabalhar com Fernando Diniz

– Fica um pouco mais fácil por já conhecer a maneira que ele quer jogar, de como ajudar os companheiros, de já ter lidado com ele. Tem muita coisa para contar de ter jogado com ele, tenho bastante coisa boa, muita convivência. Passei momentos que foram muito difíceis, mas ele ajudou bastante na minha vida pessoal, não só como jogador, mas como pessoa, ele me reestruturou novamente.

Confira trechos da entrevista de Ewandro:

Parceria com Pedro

– Feliz por ele, esperamos que a volta dele esteja próxima e que ele ajude nossa equipe. Que eu também possa ajudar, todo mundo junto fazendo um bom trabalho pelo Fluminense.

Jogar com a camisa do Fluminense

– O Fluminense é um time muito grande e minha vinda para cá foi excepcional. Queria muito voltar ao Brasil e o Fluminense me deu essa oportunidade. Estou muito feliz com isso.

Adaptação ao futebol

– É um futebol completamente diferente do Brasil, sofri muito para me adaptar, aprender a língua e só depois, consegui uma oportunidade. Não sei se a adaptação pode ser rápida ou longa, mas vou procurar nos treinamentos fazer o melhor para estar adaptado o mais rápido possível e ficar à disposição.

Posição no campo

– Sou ponta, jogador agudo que procura sempre o gol, está ali para acompanhar, para ajudar a equipe. Busco sempre um drible, uma jogada para chegar ao gol.

*Entrevista retida do site do Fluminense

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar