Atlético-PRFlamengoFutebol BrasileiroSérie A

Furacão derrota Flamengo de virada em Maracanã lotado

O Atlético-PR ignorou a festa da torcida flamenguista e mostrou porque é considerada a equipe que joga o melhor futebol atualmente

Neste sábado (1) às 19h, o Maracanã recebeu mais de 66 mil torcedores flamenguistas, que queriam festejar o fim de ano, quebrando o recorde de público da competição. O recorde foi quebrado, porém o time não deu muito motivos para a torcida comemorar, Atlético Paranaense derrotou o Flamengo por 2 a 1, de virada, com gols de Matheus Rossetto e Rony. O Furacão fez a segunda melhor campanha do returno, desde que Tiago Nunes assumiu o comando, a equipe saiu da vice lanterna e terminou o campeonato na sétima colocação do Campeonato Brasileiro, são doze vitórias, seis empates e seis derrotas, em 24 partidas, somando 42 pontos na competição. O melhor vice da história do Brasileiro, o Flamengo até voltou a sonhar com o título com a chegada de Dorival Jr. a derrota de hoje é um encerramento ruim para uma campanha do técnico pelo clube em 12 jogos, foram sete vitórias, três empates e duas derrotas. Depois da recusa de Renato Gaúcho, a permanência de Dorival pode ser uma opção.

O técnico Tiago Nunes surpreendeu logo na escalação, a expectativa era que a equipe paranaense jogasse apenas com os reservas, para descansar os jogadores para a final da Sul-Americana, porém Marcelo Cirino, titular da equipe começou jogando. Já o Flamengo foi com o que tinha de melhor, Cuéllar suspenso, Réver e Marlos Moreno (departamento médico) eram os desfalques do Rubro-Negro.

O jogo

O Flamengo começou a partida mal, errando muitos passes e com dificuldades de chegar ao ataque, enquanto o Atlético Paranaense já aos 10 minutos de jogo tinha 61% da posse de bola e teve o controle da partida. A ofensiva do Furacão no início do jogo funcionava com Rony pela direita, Marcelo Cirino centralizado, Marcinho na esquerda e Matheus Rossetto na função de criador das jogadas. As principais jogadas do Atlético nos minutos iniciais saíram da esquerda com Márcio Azevedo, que foi incisivo no jogo e sempre partindo da esquerda pro meio e foi com o lateral-esquerdo que a primeira finalização da partida saiu, Márcio foi lançado na esquerda e chutou forte de fora da área, dificultando a vida de César que foi obrigado a espalmar para o meio da área.

Rhodolfo marcou seu terceiro gol na temporada (Foto: Staff Images/Flamengo)

A partir dos 15 minutos o Flamengo conseguiu se organizar melhor em campo, e começou a cadenciar o jogo, tentando sair jogando, mas ainda com dificuldades de levar perigo ao gol paranaense. O jogo esfriou até chegar aos 22 minutos do primeiro tempo, na cobrança de escanteio, Diego colocou na marca do pênalti, Rhodolfo subiu para marcar o gol do Rubro-Negro Carioca. O goleiro Felipe Alves chegou a encostar na bola que bateu na trave e entrou. Foram apenas duas finalizações na partida, uma para cada lado, após o gol, o Furacão recuou e começou a errar os passes, enquanto o Flamengo controlava a posse de bola. O Atlético Paranaense ainda tentou levar perigo ao gol flamenguista no chute de Camacho, mas o domínio no fim do primeiro tempo foi dos Cariocas, que ainda tiveram boa chance em cruzamento de Arão, Paquetá escorou a bola para Uribe que cabeceou por cima do gol.

Na etapa final, o início não foi intenso, o Flamengo com mais posse de bola porém sem ser criar chances de gol. Rony e Marcinho inverteram os lados, foram para esquerda e direita, respectivamente e a primeira boa chegada do Atlético foi aos 18 minutos, com Rony, o camisa 9 arriscou de longe e a bola passou perto da trave de César.

Entra em ação Tiago Nunes. O técnico do Furacão coloca Lucho González e Pablo na partida, titulares da equipe que estavam sendo poupados. Em seu primeiro lance no jogo, Lucho González roubou a bola, a bola sobrou com Pablo, devolveu à Lucho, que deu uma bela assistência para Rossetto empatar a partida em 1 a 1. O jogo ficou aberto com as mudanças na equipe paranaense, o volante argentino, Lucho, assumiu a criação das jogadas no meio campo do Atlético.

Rony em sua tipica comemoração. O próprio jogador costuma se chamar de Rony Mortal (Foto: Miguel Locatelli/atleticoparanaense.com)

O gol de desempate do Furacão veio aos 25 minutos, uma jogada que tem a marca de Tiago Nunes. Márcio Azevedo, no campo de defesa, deu uma caneta em Berrío, tocou para Lucho, que rapidamente acionou Rony, o atacante recebeu na esquerda, cortou pro meio e mandou uma bomba no ângulo esquerdo de César, era o gol da vitória do Furacão. Um lindo gol. O Flamengo ainda tentou responder em chute de Vitinho, que tinha acabado de entrar em campo, mas Felipe Alves fez bela defesa.

Lucas Paquetá chorou durante o Hino Nacional (Foto: Pedro Martins / SOCCERIS)

Por fim o torcedor flamenguista não foi o único a ficar frustrado com o fim de ano da equipe. Paquetá no fim do jogo se emocionou e chorou, essa era a despedida dele no Flamengo, o jogador vai atuar pelo Milan a partir da próxima temporada.

Ficha do Jogo

Campeonato Brasileiro – 38ª Rodada

Flamengo (2°) x Atlético-PR (7°)

Local: Maracanã (RJ)

Data e Hora: 01/12 às 19h (Horário de Brasília)

Escalação do Flamengo – Técnico: Dorival Jr.

César; Pará (Rodinei), Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Piris da Motta (Vitinho), Willian Arão, Paquetá, Diego e Éverton Ribeiro (Berrío); Uribe.

Escalação do Atlético-PR – Técnico: Tiago Nunes

Felipe Alves; Diego Ferreira (Lucho González), Zé Ivaldo, Wanderson e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães) e Matheus Rossetto; Marcinho, Rony e Marcelo Cirino (Pablo).

Gols: Rhodolfo aos 22’ do 1°T (FLA); Rossetto aos 19’ do 2°T e Rony aos 25 do 2°T (CAP)

Cartões Amarelo: Piris da Motta e Lucas Paquetá (FLA); Wellington (CAP)

Cartões Vermelho: Willian Arão (FLA) e Rony (CAP)

Equipe de Arbitragem

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP) Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP) Quarto Árbitro: Alberto Poletto Masseira (SP)

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar