Flamengo

“Já me sinto a vontade e muito bem no grupo” diz Arrascaeta em entrevista coletiva

Jogador foi o escolhido para entrevista coletiva antes da final do Carioca

O Flamengo segue a preparação para enfrentar o Vasco na primeira final do Campeonato Carioca.

Contratação mais cara da história do Flamengo, o meia De Arrascaeta, fez jus ao preço e o apelo dos torcedores por sua titularidade. Na última quinta-feira, após vitória na Libertadores, o jogador foi o destaque em campo, não só pelo gol, mas pela dinâmica que ofereceu para o time rubro-negro.

– Já me sinto à vontade e muito bem no grupo, na forma de jogar do time. Estava preparado e confiante. Foi um jogo Importante para todo mundo. Precisávamos fazer um bom jogo e sair com os três pontos. (Clássicos) Nossa motivação tem que ser sempre para ganhar, mas são jogos que temos que estar muito espertos, ligados, decidem coisas importante. Tive muita sorte de decidir grandes coisas para o meu time.

Arrascaeta tem quatro gols marcados com a camisa do Flamengo, e dois desses gols foram marcados justamente contra o adversário da final de domingo. Seria o Vasco o rival favorito do meia?

– Já encontrei com alguns torcedores que ficaram bravos, mas faz parte – disse Arrascaeta em coletiva.

Confira trechos da entrevista coletiva retirada do Globo Esporte:

Titularidade

– Tudo depende do treinador. A torcida tem pedido para eu jogar, sinto a confiança que tem em mim, isso me dá força para me preparar nos treinos para os jogos. Me sinto bem e pronto para jogar.

Atuação contra San Jose

– Estávamos mal posicionados no primeiro tempo, dando espaços ao adversário. No segundo, tivemos mais a posse de bola. É algo que precisamos melhorar. Foi uma atuação para nos dar confiança. E ficar espertos que Libertadores tem que estar atento o tempo inteiro.

Final contra o Vasco

– A motivação para nosso elenco tem que ser muito grande. Clássico e final todos querem estar presentes. Temos que nos preparar e mentalizar para fazermos dois bons jogos.

Onde atuar?

– Na verdade, pela minha característica sempre joguei centralizado ou pela esquerda. No Uruguai, já atuei pela direita, mas outro tipo de formação. Nosso elenco é forte, tem coisa para melhorar. O treinador sempre quer o melhor.

Poder de decisão

– Sempre que entramos em campo é para dar o melhor. Tem vezes que vamos fazer gol ou não, mas temos muitos jogadores com capacidade para entrar na área, fazer gol e ser decisivo.

Jogo no Nilton Santos

– Seja no Nilton Santos ou no Maracanã, temos certeza que vai ser um jogo pegado. Temos que estar atentos os 90 minutos e esperamos que o campo esteja bom.

Jogador mais caro da história

– Isso mostra a confiança de um clube para contratar um jogador que vem de temporadas fazendo boas campanhas. Vim para fortalecer o elenco e tenho muito para melhorar. O dinheiro vai ficar sempre fora e não tem qualquer tipo de pressão.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar