Botafogo

Leandrinho fala em estar feliz por voltar a atuar pelo Botafogo

O meia voltou depois de estar emprestado por uma temporada para o Sport

Depois de atuar por uma temporada no Sport, Leandrinho voltou para o Botafogo e concedeu entrevista coletiva nessa sexta-feira (10), no estádio Nilton Santos. O meio falou sobre a oportunidade de estar de volta no clube Alvinegro e a sua expectativa para a temporada.

“Eu fiquei muito feliz de voltar pra cá esse ano. A maneira que eu tinha saído no ano de 2018 para 2019 não foi da maneira que eu queria. Eu saí sem jogar, com lesão e com muita desconfiança. Eu entendo do meu potencial, eu sei que eu poderia ter ido melhor nesse tempo que eu estive aqui, então eu vejo isso como uma segunda chance que eu to tendo, encarando como retorno, uma nova chance de mostrar tudo aquilo que a diretoria, a base, todos aqueles que acreditaram em mim nesse tempo todo. Eu to trabalhando para fazer por merecer e que todos entendam que essa confiança que eu tenho deles não é por acaso.”

O meia não teve um bom ano em 2018 no Botafogo por uma sequência de lesões, e acabou sendo emprestado para o Sport em 2019, onde teve ótima atuação e jogou 38 jogos, marcando três gols.

“Ano passado eu fui pro Sport com a esperança de voltar a ter confiança e acho que isso me ajuda. Espero fazer um ano bom, assim como foi no Sport. Isso tudo me ajuda. Amadurecimento, saí um pouco de casa, primeira vez que morei fora, sozinho. Lá tive experiências com outros profissionais e sou muito grato.”

Leandrinho falou como é a relação com os meninos da base, que vem subindo para atuar no profissional e esse reencontro.

“Eu sou um garoto novo e já estou há um tempo no profissional. Eu vejo muita gente que está chegando aqui e era menino. Eu tento ajudar eles da mesma forma que me ajudaram. A pressão da base pro profissional é diferente.  Cheguei no primeiro dia e era uma velocidade de base. Eu pensei: “pô, fiquei velho” (risos). O Luis Henrique e o Rhuan, por exemplo, têm muito talento. É bom ver eles aqui. Fico muito feliz de encontrar com eles aqui. É como se eu estivesse realmente em casa. Eu cresci aqui. Pessoal da rouparia, massagistas… Ver todas essas pessoas que eu encontro desde criança. Quando o Márcio foi para a Seleção, fiquei muito feliz. Conheço ele desde os nove anos de idade. Espero que a gente consiga fazer um ano muito forte não só individual, como coletivamente também.”

O meia não deixou de comentar sobre a pré-temporada que o Glorioso vai realizar no China Park, no Espírito Santo e sobre estar focado no objetivo.

“A grande diferença é que ali você está focado na pré-temporada somente. Tudo isso influencia. Quando você volta pra casa talvez não durma tão bem porque tem família, filho.”

“Estamos aqui para obter os melhores resultados possíveis. Num primeiro momento, queremos dar um padrão de jogo ao time.”

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar