Fluminense

Matheus Ferraz comemora titularidade no Fluminense e pede concentração no jogo de terça-feira

Zagueiro concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira

Jogador também comentou sobre a situação do tricolor carioca na Copa do Brasil.

O zagueiro Matheus Ferraz, do Fluminense, concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e comentou sobre a partida de volta contra a equipe do Luverdense, titularidade na equipe do tricolor e outros assuntos.

Confira os trechos da entrevista coletiva de Matheus Ferraz:

Titularidade no Fluminense

Todo jogador tem que se preparar bem para quando surgir a oportunidade. Agradeço a Deus por ter tido essa oportunidade desde o começo, de estar desenvolvendo meu futebol aqui no Fluminense. Sei que preciso de mais ainda, quero melhorar a cada dia para ajudar meus companheiros e evoluir.

Eliminação do Carioca

Temos que seguir trabalhando, focados no que queremos nos campeonatos, não vamos ficar lamentando. Temos uma decisão agora, um jogo muito difícil em que temos que estar muito preparados e concentrados para sair classificados.

Copa do Brasil, partida diante o Luverdense

Lá, além do calor, o campo não estava influenciando para sair um bom futebol, mas o Luverdense se dedicou na marcação e criou bastante dificuldade para nossa equipe. No Maracanã é a nossa casa, onde temos tranquilidade e liberdade de fazer nosso trabalho com alegria e confiança, de poder jogar bola. Nossa cabeça tem que estar tranquila para fazermos um jogo seguro e com alegria.

Tempo livre para os treinamentos

É um tempo que o Diniz vai ter para trabalhar em cima daquilo que a nossa equipe precisa melhorar, que precisa corrigir. É um tempo que temos que nos dedicar aos treinamentos, nos esforçar ao máximo para que nossa equipe crie mais maturidade. Os treinamentos são necessários para que dentro de campo, ocorra os fatores naturalmente.

Personalidade dentro e fora de campo

Sempre fui assim, um cara tranquilo. Quando mais novo era até mais tímido, mas a gente vai aprendendo e ganhando experiência. Tento fugir de situações que não vão favorecer a mim e aos meus companheiros, tento segurar meus companheiros para que eles não percam a cabeça, mas se tiver que defender, vou defender. Sou assim naturalmente, minha família me educou dessa forma e é o meu jeito tranquilo de ser, com humildade e pés no chão.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar