Flamengo

“Não ganhamos nota artística, mas ganhamos os três pontos”, diz Jesus

Treinador do Flamengo falou com os jornalistas após o jogo

O Flamengo venceu o Botafogo, no Nilton Santos, e se manteve oito pontos à frente do Palmeiras. Após o jogo, Jorge Jesus deu entrevista coletiva.

Jorge Jesus analisou a partida e se mostrou bastante furioso pela forma como o Botafogo se portou.

“Vitória importante, num estádio que é difícil. 10 anos que o Flamengo não ganhava aqui, contra um rival difícil. Hoje nosso jogo foi difícil. No primeiro tempo o que os jogadores do Botafogo fizeram foi caça ao homem. E isso não tem nada a ver com os jogadores do Botafogo, é com o treinador. Não é desta forma que se para uma equipe. Quiseram intimidar os jogadores do Flamengo e não conseguiram. Nós sabíamos que faríamos o gol uma hora e isso aconteceu. Hoje não ganhamos nota artística, mas ganhamos os três pontos, que era o principal objetivo”, disse Jesus.

Segundo o técnico português, o time do Botaofogo tentou intimidar os rubro-negros.

“Nos primeiros 20 minutos o médico entrou em campo três, quatro vezes. Não é assim que se joga futebol. A ideia era intimidar o Gabigol, mas ele é um grande jogador e não caiu”, falou o Mister.

Veja outros trechos da entrevista coletiva

Proximidade com o título: “Ainda não ganhamos nada. Faltam sete jogos. Somos campeões na vontade só. Somos campeões em querer ganhar.”

Arrascaeta: “Arrascaeta teve um problema no joelho no jogo contra o Corinthians. Durante o jogo não se queixou, mas no final do jogo e durante a semana ele falou. Esteve fora hoje e vai estar fora contra o Bahia. Não sou médico, mas posso afirmar.”

Ansiedade na reta final: “O campeonato fica cada vez mais curto. A ansiedade vai aumentando. As últimas rodadas e todo mundo vai querendo ser campeão logo. Estamos tentando superar essa ansiedade com a vontade de jogar futebol. Hoje não foi uma equipe que tentou vencer o Flamengo tecnicamente, eles só quiseram bater.”

Lincoln: “O Lincoln vinha de uma lesão. Já estava treinando há duas, três semanas e dava respostas positiva. Naquele momento eu precisava de um jogador com as características dele e ele entrou e nos deu o gol.”

Filipe Luís no banco: “O Filipe foi por opção minha. Hoje eu achei que era para o Renê jogar e assim fiz.”

Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar