Flamengo

“O objetivo é ganhar a Libertadores e o Brasileiro”, diz Jesus

Técnico do Flamengo falou com a imprensa após a vitória sobre o CSA

O Flamengo venceu o CSA pelo Campeonato Brasileiro e se manteve 10 pontos à frente do vice-líder Palmeiras. Após o jogo, Jorge Jesus falou com os jornalistas na coletiva.

Diferentemente de outros jogos, neste domingo o Flamengo não foi tão brilhante. Depois de uma goleada sobre o Grêmio na semifinal da Libertadores, o time de Jorge Jesus parece ter sentido o desgaste.

“Teve influência do jogo passado. Tivemos um jogo que deixamos tudo na quarta-feira porque nos levou à final. O calor influenciou e a qualidade do gramado também. O CSA jogou bem e dificultou o jogo. Não conseguimos definir os lances e poderíamos sofrer um gol no contra-ataque. Tentamos controlar o jogo. O Flamengo não vai jogar sempre num nível alto. Às vezes nós vamos jogar mal e em outras o adversário irá bem. Importante é que conseguimos os pontos e agora faltam 10 jogos”, disse Jesus.

Com a vitória sobre o CSA, o Flamengo chegou aos 67 pontos. Faltando ainda 10 jogos para o fim do campeonato, o Rubro-Negro já igualou a campanha de 2009, ano do último título brasileiro do Flamengo.

“Não sabia desse dado, mas reflete o campeonato que o Flamengo está fazendo. Ainda faltam 30 pontos. São 10 rodadas. E são 10 rodadas que não serão fáceis. Quando você está numa equipe como o Flamengo tem que jogar sempre para ganhar. Não fomos tão bem na partida mas jogamos o suficiente para ganhar. A caminhada é longa, mas sentimos que estamos perto de ganhar. Vamos, rodada a rodada, em busca do título”, falou o Mister.

Confira outros trechos da entrevista

Equipes mais difíceis que enfrentou no Brasil: “A equipe do Santos taticamente é muito forte. O Corinthians defensivamente é muito forte. Muitas equipes me surpreenderam, como o Bahia.”

Comparação com a Holanda de 1974:“É um momento diferente. Naquela época a noção de espaço era diferente. Não posso fazer essa comparação. Se olhar para o sistema tático, pode ser parecido com o time de Cruyff que fez história.”

Diego Alves: “Está numa fase espetacular. A equipe do Flamengo é isso: poucas vezes é exigida, mas quando acontece tem que estar preparado.”

Conciliar duas competições: “O nosso sonho é o mesmo dos jogadores. Eu queria chegar na final e eu vim ao Brasil com dois objetivos: ganhar a Libertadores e o Brasileiro. Eu nunca coloquei a Libertadores à frente do Brasileiro. Mas agora é diferente, é uma final. Temos ainda quase um mês e depois do Grêmio vamos pensar na Libertadores.”

Escolha pelo Thuler: “Senti que jogaríamos praticamente no campo do adversário e precisaria de jogadores rápidos, por isso optei pelo Thuler.”

Possível volta a Portugal: “Estou feliz no Flamengo. No Rio tenho sido tratado muito bem. Os resultados tem encantado não só a mim, como aos torcedores. Vou defender o Flamengo até o fim enquanto estiver aqui. Tenho muito orgulho do meu país e de ser português, mas estou pensando só aqui. Neste momento o meu foco é o Flamengo.”

Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar