BotafogoCampeonato BrasileiroFlamengoFluminenseVasco da Gama

O que resta aos cariocas no brasileirão

Faltando 6 rodadas para o fim do campeonato brasileiro, saiba o que esperar dos clubes do Rio

Mais uma edição do campeonato brasileiro vai chegando ao fim. Faltam apenas 6 rodadas para conhecermos o campeão, os classificados para competições continentais e, claro, os rebaixados. Foram 32 rodadas de altos e baixos, alguns jogos convincentes e outros nem tanto. Mas chegou a reta final, qualquer vacilo pode custar bem caro.

Os cariocas começaram a temporada com baixa expectativa. Com exceção do Flamengo, todos os clubes do Rio se encontravam em crise política ou financeira e seus torcedores sabiam que seriam 38 longas rodadas na luta para a permanência. A exceção a isso era o Flamengo, que tinha em 2018 a última esperança de títulos da gestão Bandeira de Mello.

Depois de 32 rodadas disputadas, como ficaram os times cariocas? As expectativas foram cumpridas, superadas ou ficaram aquém? E o que esperar dos clubes nessa reta final?

Flamengo (3º – 60pts) – Férias

O ano do Flamengo acabou. A 6 pontos do líder Palmeiras, dificilmente conseguirá tomar a liderança e levantar o título. O Flamengo iniciou bem e chegou a ser o time que mais tempo liderou, ficou nela por 13 rodadas, mas após a Copa do Mundo caiu de rendimento e perdeu a primeira colocação. O rubro-negro não soube decidir quando era preciso e hoje vê o Palmeiras com grandes chances de conquistar o título nacional. De bom, apenas a média de público de 47 mil pessoas.

Com um calendário tranquilo, com 4 jogos no Rio – sendo um deles o clássico contra o Botafogo – o Flamengo tem condições de conquistar os pontos necessários para se manter na cola do Palmeiras. Botafogo e Grêmio serão os confrontos mais complicados. Vencer o Sport fora também não será fácil. O problema é que, faltando tão poucas rodadas, mesmo o Flamengo vencendo tudo (o que é muito difícil, mas não improvável) dificilmente a diferença de 6 pontos será tirada.

Próximos jogos: Botafogo (F) – Santos (C) – Sport (F) – Grêmio (C) – Cruzeiro (F) – Atlético-PR (C)

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

 

Fluminense (10º – 40pts) – Foco na Sul-Americana

Sem grandes chances de cair, o Fluminense volta todas as suas forças para a Sul-Americana; onde tem chances reais de título. O Fluminense cumpriu o que se esperava dele. Ficar no meio da tabela e sem sofrer sustos de rebaixamento. Iniciou bem no comando de Abel Braga, que pediu demissão na parada para a Copa.  O tricolor teve uma queda de rendimento quando Marcelo Oliveira assumiu, mas rapidamente o treinador voltou com o esquema de 3 zagueiros e o time respondeu bem.

Assim como o Flamengo, o Fluminense tem um calendário tranquilo o suficiente para poder usar forma máxima na competição continental. Mas não se pode relaxar. Será preciso vencer ao menos dois dos três confrontos caseiros para não sofrer nenhum susto.

Próximos jogos: Sport (C) – Palmeiras (F) – Ceará (C) – Bahia (F) – Internacional (F) – América-MG (C)

Foto: Lucas Merçon/FFC

Vasco (13º – 38pts) – Briga forte contra o rebaixamento

Mais um ano conturbado politicamente para o Vasco. Apesar de iniciar o ano bem, mostrou sua fraqueza na fase de grupos da Libertadores. No brasileiro iniciou bem, chegou a ficar em 4º lugar nas duas primeiras rodadas. Mas foi caindo de rendimento e chegou inclusive a figurar na zona de rebaixamento. Com 4 técnicos diferentes (Valdir Bigode comandou o time de forma interina por 4 jogos) o Vasco corre sério risco de ser rebaixado pela 4º vez na sua história.

Vasco tem um calendário extremamente difícil. Enfrentará 3 times que brigam por título e G4 sendo que dois desses 3 jogos serão em casa. O único alívio no calendário cruzmaltino será jogar com os reservas do Atlético-PR em São Januário. A tendência é que a última rodada seja a decisiva, com Ceará e Vasco em um duelo direto para evitar a queda. O problema é que o jogo será no Castelão.

Próximos jogos: Grêmio (F) – Atlético-PR (C) – Corinthians (F) – São Paulo (C) – Palmeiras (C) – Ceará (F)

Foto: Ale Vianna / Eleven

Botafogo (14º – 38pts) – Briga contra o rebaixamento

O Botafogo iniciou mal o ano ao ser eliminado na primeira rodada da Copa do Brasil para a Aparecidense, mas se redimiu ao ser campeão carioca no último minuto em cima do Vasco. No Brasileirão o Botafogo ficou da primeira até a atual rodada no meio de tabela. Fazendo do Nilton Santos sua fortaleza, o Glorioso perdeu apenas 2 jogos no Rio, porém venceu apenas 1 fora do Estado. Apesar de ter tido 3 treinadores durante a competição, apenas Marcos Paquetá foi demitido devido ao mal rendimento (Alberto Valentim saiu devido a uma proposta do futebol egípcio).

O calendário do Botafogo não tão difícil quanto o do Vasco. Entretanto, os jogos caseiros serão extremamente complicados. Um clássico contra o Flamengo e o vice-líder da competição. O glorioso, além de confirmar o favoritismo contra o Paraná em casa, terá que buscar pontos fora do Rio – algo raro até aqui – contra Chape, Santos e Atlético-MG para escapar de mais um rebaixamento.

Próximos jogos: Flamengo (C) – Chapecoense (F) – Internacional (C) – Santos (F) – Paraná (C) – Atlético-MG (F)

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

 

O famoso número mágico para fugir do rebaixamento é de 45 pontos. Entretanto, baseado na pontuação do Vitória (17º colocado com 34 pontos) a tendência é que para este ano o número salvador seja menor. Quem conseguir 43 pontos fica com a vida um pouco mais tranquila.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close