BotafogoSem categoria

Opinião: “Ninguém ama como a gente”

Torcida faz campanha e empurra o time até o final

A rivalidade entre Botafogo e Flamengo sempre existiu, mas para o clássico de ontem, o clima de rivalidade começou bem antes da bola rolar.  Infelizmente o que aconteceu fora das quatro linhas não vai se apagar, mas hoje vamos falar dos torcedores de verdade, que foram para ser o décimo segundo jogador e que fizeram toda diferença.

Tinha um Flamengo incansável, imparável, sem perder desde agosto e que só queria disparar cada vez mais na liderança. Um Botafogo diferente, que lutava contra a zona de rebaixamento, mas que na noite de ontem, viu um time excepcional.

Com algumas mudanças na equipe como, a volta de Cícero, e a permanência de Diego Souza no banco, se viu um Botafogo mudado, para melhor. Um time Alvinegro que lutou, marcou em cima, fez presença, ao lado de uma torcida que foi essencial na arquibancada. Apoiando os 90 minutos, e que quando mais se precisava dela, ela estava lá.

A segurança de Gatito no gol trazia conforto para a torcida. A zaga formada por Gabriel e Carli era uma forma precisa de liderança. A atuação de João Paulo em conjunto com Cícero e Alex Santana se via um meio de campo arrumado e favorável. O protagonismo de Leo Valencia com vontade, foco e determinação, fez com que o chileno saísse aplaudido pela torcida. Sem deixar de mencionar a partida que fez o Igor Cássio, que entrou bem e fez marcação alta nos zagueiros do Flamengo.

A equipe era outra, a vontade era diferente e a sede pela vitória era vista em cada canto daquele estádio. O amor incomparável na arquibancada, que fazia cada torcedor cantar e apoiar até o último minuto.

A campanha feita nas redes sociais deu um gás a mais, deu motivação e força de vontade. Não se pode dizer em nenhum momento que não se teve impulso e fervor. O sangue nos olhos era nítido, a determinação de cada um foi memorável, e hoje podemos ver que isso faz diferença e que “ninguém ama como a gente”.

*Este texto não representa, obrigatoriamente, o ponto de vista da Rádio Opinião.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar