Vasco da Gama

Opinião: Prejudicado novamente

Com muita polêmica e expulsão, Vasco é derrotado pelo Palmeiras em jogo marcado pela arbitragem

Vasco e Palmeiras fizeram um jogo repleto de polêmicas, reclamações e até expulsão, na noite desta quarta-feira, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Januário. Novamente o Cruz-Maltino foi prejudicado pela arbitragem e chegou a quatro jogos sem vencer.

A partida foi tensa em São Januário, ambas as equipes precisavam da vitória, o Vasco queria quebrar a sequência ruim de três jogos sem vitórias, enquanto o Palmeiras buscava encostar no líder Flamengo. O Alviverde saiu na frente com Lucas Lima, logo depois Mayke fez contra e o Cruz-Maltino empatou. Daí em diante, o nervosismo tomou conta do jogo, principalmente pela péssima arbitragem de Rafael Traci. O árbitro não deixava o jogo seguir por conta de inúmeras faltas marcadas em sequência, além de distribuir diversos cartões amarelos. Só na primeira etapa foram seis, três por reclamação.

Depois do intervalo o panorama se manteve o mesmo, jogo empatado e as duas equipes tomadas pela pressão e pela ansiedade. Rafael Traci seguia em seu show à parte, aplicando mais uma enxurrada de cartões. Até que aos 31 minutos, veio o lance capital da partida. Luiz Adriano desloca Danilo Barcelos, rouba a bola e faz o gol. O VAR entrou em ação e validou o gol que, minimante, deveria ter sido checado pelo catarinense. Minutos depois, Henríquez é derrubado na área e pede penalti. Leandro Castan reclama bastante, recebe amarelo e em seguida é expulso. Após a confusão, o árbitro vai à beira de campo, analisa a jogada e não marca a penalidade.

Número de faltas e cartões da partida:

Faltas: 44

 (Vasco 17 x 27 Palmeiras)

Cartões amarelos: 10

(4 por reclamação)

Cartões vermelhos: 1

(reclamação)

Passado o jogo, o presidente Alexandre Campello fez duras críticas à arbitragem do catarinense Rafael Traci, principalmente sobre o pênalto não marcado e a expulsão de Castan.

– Jogador do Palmeiras entrando no meio da costela do Henríquez e ele expulsa o Castan. Esse juiz já tinha tido o mesmo problema com ele (Castan) no jogo contra o Avaí. Sem que o Castan tivesse xingado, ele já expulsa o Castan. Isso só para falar do jogo de hoje. Eu gostaria muito de ouvir o que a cabine do VAR conversou com o juiz hoje. É inadmissível a forma como o Vasco tem sido tratado e prejudicado – disse Campello.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar