Esportes ParaolímpicosTênis

Paratleta Daniel tem Roger Federer como um de seus admiradores no esporte

Paratleta, Daniel Alves Rodrigues, com 32 anos, nascido e ainda morando em Belo Horizonte/MG nasceu com má formação na perna direita e um de seus admiradores é Roger Federer. 

Daniel nasceu com 20 centímetros menor que a perna esquerda, fez várias cirurgias de alongamento, que não deram certo e com isso ele andava com auxílio de muletas, mas ele nunca desistiu de seus sonhos e se tornou paratleta.

“Em 2013 resolvi fazer cirurgia de amputação através do hospital  Sarah Kubitscheck de Belo Horizonte, essa cirurgia deu muito certo e hoje ando sem muletas, com auxílio de uma prótese”, diz Daniel.

A maior dificuldade para o paratleta foi na adolescência, senti muito preconceito em relação à sua deficiência, pois as pessoas não respeitavam as PcDs, sempre trataram como coitado, olhavam com dó, fingiam que estavam dormindo nos ônibus para não dar lugar pra sentar.

Daniel comenta que ele sempre decidiu sozinho suas vontades, mas sua família sempre lhe apoiou nessas decisões.  Ele sempre jogou futebol, peteca, mas só de brincadeira com os seus  amigos.

O paratleta não tem ídolos, e sim admiradores como: Guga, Ronaldinho Gaúcho, Serena Williams, Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal, porque são atletas que ele acompanhou as histórias deles e admira muito, cada um deles.

“Meu gosto pelo tênis veio a partir da minha primeira viagem internacional que foi em 2009 e em 2013 quando me tornei o número 1 do Brasil. Sendo que a melhor parte é o bate bola e a pior é o treinamento físico com a correção dos golpes”, diz Daniel.

Sua rotina de treino é: em quadra de terça-feira a sexta-feira uma hora por dia e também com treinamento na academia segunda-feira, quarta -feira e sexta-feira também uma hora.

“O esporte faz bem para vida, o esporte me deu tudo que tenho hoje, através do esporte fiz coisas que nunca imaginei. Eu já conheci mais de 20 países, fiz amizades com pessoas de outros países então, conheci minha esposa no esporte. Só quem passou ou passa por isso sabe que não é fácil ser um atleta de alto nível, mas eu digo que se você tem uma oportunidade, abraça ela e não desista pois o esporte realiza sonhos”, finaliza Daniel.

LEIA MAIS

Karen Stephanie se inspira em Esthefany Rodrigues e Daniel Dias para se tornar paratleta

Paratleta Ana Caroline bate recorde Indoor recurvo feminino olímpico

 

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar