Fluminense

Pedro é liberado para correr no gramado, mas ainda sem treino com bola

Atacante tricolor está em fase final de recuperação de lesão no joelho direito

O atacante Pedro, do Fluminense, foi liberado pelo médico Luiz Antonio Martins Vieira a correr pelo campo. Luiz Antonio foi o responsável pela cirurgia de Pedro, em setembro do ano passado. É a última etapa da recuperação do atacante, antes de ficar à disposição e ser liberado para voltar a jogar. Inicialmente, Pedro deve voltar a treinar com bola no mês de março.

“Ele está ótimo, o joelho não apresentou nenhum derrame e a musculatura está forte. Tem uma pequena diferença entra uma perna e outra, o que é normal dada a cirurgia. Então, ele está liberado para correr em linha reta. Depois, a depender da evolução, poderá fazer circuitos em zigue-zague. Em breve vamos fazer uma ressonância para ver como está o joelho. Dando tudo certo, ele será liberado para treinar com bola. Primeiro sozinho, depois com os colegas. A ideia é que os prazos para o retorno sejam cumpridos”, explicou o médico Luiz Antonio.

Pedro comemorando gol: atacante está perto de voltar aos gramados (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

Pedro se machucou no dia 25 de agosto, no duelo contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro. A lesão, que a princípio parecia não ser tão grave, resultou no corte do jogador da seleção brasileira. A equipe médica do Fluminense optou por um tratamento conservador para saber como seria a reação do centroavante ao estiramento dos ligamentos do joelho direito. Após novos exames, ficou constatada a necessidade de uma cirurgia.

“Cirurgia de ligamento cruzado anterior não deve ser feita de imediato. São precisos de 15 a 20 dias para recuperar o arco de movimento e o tônus muscular. São medidas importantes para evitar a artrofibrose no local. Hoje o joelho do Pedro está maduro para o procedimento cirúrgico, que deve acontecer na próxima semana. O prazo de recuperação é de cerca de seis meses”, disse Michael Simoni, diretor da área de saúde do Fluminense, à época da cirurgia.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar