Vasco da Gama

Prestes a voltar a jogar, Leandro Castán diz: “Muito feliz de estar à disposição novamente”

Zagueiro não atua pelo Vasco desde o dia 24 de abril

No próximo sábado, o Gigante da Colina enfrenta o Fluminense e deve ter um reforço: o zagueiro Leandro Castán. Recuperado de lesão na coxa, o defensor atuou no jogo-treino contra o Boavista na última quarta-feira e deve ser titular no jogo contra o Tricolor.

A última partida de Castán foi contra o Santos, em abril, pela quarta fase da Copa do Brasil. O zagueiro só ficou em campo por 11 minutos e foi substituído por Ricardo Graça. Depois de um longo período afastado dos gramados, o zagueiro vascaíno se disse muito feliz por estar de volta.

“Não sei se começo jogando, mas fico feliz de estar à disposição novamente. Quem me acompanha sabe que tentei voltei o mais rápido possível, até por isso demorou todo esse tempo, porque se eu tivesse um pouco mais de calma talvez tinha voltado antes. Sempre quis ajudar a equipe e não vejo a hora de ajudar os meus companheiros”, disse Castán.

Ao ser perguntado se aguentaria jogar os 90 minutos, Castán disse que não pensa em quanto tempo pode aguentar, mas sim que dá o máximo dentro das quatro linhas.

“Eu me coloco sempre à disposição. Eu vou até o meu máximo. Às vezes as pessoas dizem que eu me machuco muito, mas a questão é que foram lesões que me tiram por muito tempo. Mas se precisa eu estou aí”, disse o zagueiro.

Confira outros trechos da entrevista

Momento do Vasco
“Me senti bem, acho que a equipe vive um momento bom dentro da competição. A rapaziada comprou a ideia do professor e tem dado certo. Agora acho que temos que colher os resultados, como foi nos dois jogos antes da Copa América. Precisamos voltar a vencer para sair da zona da confusão ali de baixo.”

Fluminense
“Uma equipe que a gente conhece bem. É difícil de jogar contra porque eles ficam sempre com a bola. Do estadual para cá eles melhoraram, chegaram reforços. Vai ser um jogo difícil. O professor vai traçar uma estratégia para a gente se sair bem na partida.”

Ricardo Graça
“A gente não combinou nada. Quando eu cheguei aqui no Vasco eu joguei pela direita. O Ricardo é um jogador de muita qualidade. O importante é ajudar o Vasco a vencer. Ele tem uma cabeça muito boa, tem muita qualidade. Acho que faltava para ela ser mais firme e ter esse espírito de querer vencer sempre. Torço muito por ele porque sei que o sucesso dele vai ser bom para o Vasco.”

Vanderlei Luxemburgo
“De fora não pude participar dos jogos. Mas é um outro time, outro ambiente. Ele mudou tudo. Posso botar no meu currículo que trabalhei com ele. É uma honra.”

São Januário lotado
“Isso é fundamental. A torcida do Vasco lotando São Januário o time fica mais forte. A torcida comprando a ideia fica mais fácil. Nos dois jogos antes da Copa América isso foi notório. Com eles jogando junto fica muito mais fácil.”

Breno
“O Breno está bem. Ele é um amigo pessoal meu. Convivemos juntos fora de campo. Torço muito por ele. Pela história dele, tenho certeza que vai dará a volta por cima, pela pessoa que ele é merece tudo de bom.”

Marquinho
“O Marquinho é um irmão meu. Já saí da casa dele (risos). Já arrumei outra casa. Estou muito feliz de estar jogando com ele novamente. Ele é um cara que não foge, que sempre busca a jogada e vai nos ajudar muito.”

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar