PSG

PSG confirma caso de discriminação racial

O site Football Leaks divulgou documentos que mostram discriminação racial na seleção de jovens para categoria de base da equipe

Após o Football Leaks ter divulgado documentos onde mostrava casos de discriminação racial, PSG confirmou que as práticas foram realizadas. De acordo com o site Durante o período de 2013 a 2013 o PSG classificava os adolescentes candidatos a integrar as equipes de base em “francês” (branco), “do Norte da África”, “das Antilhas” e “africano”.

Em seu site o PSG divulgou uma nota onde confirma a prática, mas destacou ser uma decisão individual de Marc Westerlopp, um dos responsáveis pela seleção de jovens para a categoria de base do PSG. O clube francês afirma que a decisão não passava pela diretoria, entretanto Westerlopp minimizou o caso como uma questão de “equilibrar a diversidade” nas categorias de base por haver uma presença maior de jogadores de origem africana e caribenha.

“A Direção Geral do clube nunca teve conhecimento de um sistema de registro étnico dentro de um departamento de recrutamento nem o autorizava. Em vista das informações mencionadas, essas formas traem o espírito e os valores do Paris Saint-Germain.” Afirma o comunicado.

O meia Yann Gboho, foi um dos jovens prejudicados pela discriminação racial presente no método utilizado por Westerlopp. Nascido na Costa do Marfim atualmente Yann é jogador do Rennes e defende a seleção francesa.

Yann Gboho atuando pelo Rennes (Foto: Laura LBA)

O PSG instaurou uma investigação interna e prometeu definir uma metodologia de recrutamento e estabelecer um código de conduta:

“Assim que foi informado no início de outubro passado, o Paris Saint-Germain lançou uma investigação interna para entender como tais práticas poderiam existir e decidir as medidas necessárias.”

“A Gerência, os Recursos Humanos e o Departamento de Compliance estão trabalhando na definição de um novo procedimento de recrutamento para jovens atletas, aplicado por todos os recrutadores do Clube e monitorado regularmente.”

Em apenas uma semana este é o terceiro escândalo que o PSG está envolvido. No sábado (3) o Football Leaks divulgou que o PSG e o Manchester City estão envolvidos em um esquema de fraude no fair play financeiro da UEFA e nesta quarta (7) um acordo onde Mbappé ganharia um salário maior que o de Neymar caso vencesse o prêmio Bola de Ouro.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close