Futebol

Raio-X: Quem leva a melhor na final entre Vasco x Fluminense?

As duas equipes já se enfrentaram neste ano, e o Vasco acabou levando a melhor.

Vasco e Fluminense se classificaram para a final da Taça Guanabara. Nenhum dos dois gozam de grandes nomes no plantel, mas isso não foi preciso para alcançar o objetivo. A partida será realizada no domingo (17/02) às 17h, de Brasília, no Maracanã. Confira abaixo o raio-x dos times:

Um raio-x foi feito para entender melhor como os dois times são montados e para ver quem leva a melhor por posição. Os critérios para cada escolha foi o desempenho dos atletas no Campeonato Carioca deste ano. Ou seja, os jogos realizados pelos jogadores em outras competições não serão levados em conta. Então vamos lá!

Este será o terceiro clássico do Fluminense no ano, que já jogou com o Vasco antes. (Arte: João Marcos Santana)

FERNANDO MIGUEL X RODOLFO

Desde o fim do último ano Fernando Miguel vem sendo um dos pilares do time do Vasco. O goleiro faz boas atuações de baixo das traves rodada após rodada. Em 2018 ele sofreu quatro gols, dois deles no estadual. Rodolfo ganhou a vaga depois que Júlio César se transferiu para o Grêmio. Com três gols na conta, no Carioca, o arqueiro não compromete, mas também não passa a segurança que os tricolores gostariam. Nessa disputa, o vascaíno leva a melhor.

CÁCERES X EZEQUIEL

Cáceres é aquele lateral-direito que o Cruz-Maltino precisava há tempo. Chegou e logo tomou conta da posição. Ajuda no ataque e cumpre bem o papel na recomposição. Os dois últimos jogos do paraguaio foram impecáveis. Ezequiel ainda não é uma unanimidade. Faz o famoso arroz com feijão. Apesar do gol marcado, o lateral ainda não fez nenhuma partida marcante pelo clube. Dessa forma, o estrangeiro sai com a vantagem.

WERLEY X MATHEUS FERRAZ

Werley não é o melhor zagueiro do mundo, mas cumpre bem o papel. Ao lado de Leandro Castan, ele forma uma defesa entrosada e consistente. Matheus Ferraz chegou recentemente ao Fluminense. Até o momento, correspondeu com destreza nas vezes em que foi exigido. O primeiro não jogou todas as partidas do Carioca e o segundo vem se destacando também pelo jogo aéreo, inclusive já fez dois gols. Isso então dá a Ferraz a vaga no campinho.

LEANDRO CASTAN X DIGÃO

Leandro Castan é o xerife de São Januário. O defensor não dá vez para os atacantes. É ele quem tranquiliza os outros atletas de frente. Digão tem um papel parecido com o de Castan. Assim como o oponente, ele é o capitão e ameniza as coisas lá na defesa. O duelo seria disputado, em termos de valor coletivo, se não fosse pela superioridade técnica do jogador da Colina – que leva o título dessa vez.

DANILO BARCELOS X MARLON

Danilo Barcelos começou o ano sob desconfiança dos torcedores vascaínos. Estava sem ritmo e não conseguia nem apoiar e nem defender bem. Deixava muitos espaços para Castan cobrir. Virou o jogo depois que marcou um gol de falta. Marlon acabou de chegar no baile. O lateral-esquerdo jogou apenas contra o Flamengo no Cariocão. Sendo assim, Danilo garante a medalha do raio-x.

RAUL X BRUNO SILVA

Raul não é aquele volante que tem o nome repetido pelo narrador diversas vezes dentro dos noventa minutos. Ainda assim, o meio-campista consegue fazer boas chegadas à frente e contribuir defensivamente Na Taça Guanabara, só não entrou em campo uma vez. Bruno Silva faz a mesma função que ele, só que com mais eficiência. Ou seja, é o melhor.

LUCAS  MINEIRO X AÍRTON

Lucas Mineiro é uma das surpresas entre as contratações do Vasco. Vem jogando mais que o esperado. Rapidamente assumiu a titularidade. Aírton iniciou a temporada um pouco acima do peso, o que gerou certa polêmica sobre o volante. Dentro das quatro linhas, ele se esforça como pode, mas isso não é o suficiente para superar Lucas.

PIKACHU X LUCIANO

Este é o confronto mais difícil do raio-x. Ambos estão em boa fase. Os dois têm em comum a versatilidade, pois deixaram as posições originais para ajudar o time em outra parte do campo. Desempenharam bem. Fazem mais que o esperado. Pikachu é ótimo, mas aquele que faz o gol da classificação no fim de uma semifinal, em um clássico, merece todos os créditos: Luciano.

THIAGO GALHARDO X DANIEL

Thiago Galhardo é o jogador que mais dá o sangue pela equipe vascaína. Não dispõe de muita velocidade e também não é o mais habilidoso do mundo, mas tem técnica e sabe utilizá-la. Quando está em campo, dá outra cara a equipe do Gigante da Colina. Daniel é um meia promissor que ainda não despontou. Questão de tempo. E se o assunto é tempo, por enquanto, ele cede a vitória à Galhardo.

MARRONY X EVERALDO

Marrony já tem quatro gols na Taça Guanabara. A consciência coletiva aliada a velocidade e a estatura do atacante agregam demais ao time de Alberto Valentim. Everaldo é daqueles atletas incansáveis. Se doa por completo pelo time. Um ponta que parte pra cima e passa pelas defesas como se fosse um raio. Além de ter um papel importantíssimo no esquema de Fernando Diniz. Difícil decisão, mas o Marrony, sem Bruno, é superior.

MAXI LÓPEZ X YONY GONZÁLEZ

Maxi López é o xodó da torcida Cruz-Maltina. Entretanto, o argentino ficou de fora da maioria dos jogos do time, pois realizou uma pré-temporada mais extensa que os outros companheiros. Yony González, por sua vez, esteve em campo quatro vezes na Taça Guanabara, mesmo número de vezes que o atacante balançou as redes. Sendo assim, o colombiano leva ampla vantagem contra o rival.

RESULTADO DO RAIO-X: VASCO 7 X 4 FLUMINENSE

Com base no raio-x, o Vasco leva superioridade no clássico. (Arte: João Marcos Santana)

Para chegar à decisão, o Gigante da Colina bateu o Resende, com certa tranquilidade, na semifinal. Por enquanto, segue invicto. Do outro lado, o Fluzão tinha como adversário o estrelado elenco do Flamengo, que foi superado nos minutos finais. O clássico promete ser um jogão para quem gosta de futebol.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar