Vasco da Gama

Ricardo Graça ver fator casa como saldo positivo para a próxima rodada do Brasileirão

Zagueiro do Vasco conversou com a imprensa e já pensa no jogo contra o Ceará

Após a primeira vitória no campeonato brasileiro, contra o Internacional, na última sexta-feira, o Vasco já planeja seu próximo jogo para emplacar a segunda vitória consecutiva e tentar sair da zona de rebaixamento. O zagueiro Ricardo Graça falou com a imprensa em entrevista coletiva como está sendo essa preparação para o confronto com o Ceará.

Espero um time de muita qualidade, que vem bem na competição e tem vários jogadores de qualidade como o Thiago Galhardo que já jogou aqui e a gente sabe a qualidade dele. Temos que botar o pé no chão e ter humildade, só que fazer valer o fator casa, a gente está em casa, temos que mandar no jogo e jogar como o Vasco!” – disse Ricardo Graça.

Confira outros trechos da entrevista de Ricardo Graça 

Sequência com boas atuações

Quando você pega um ano de muitos jogos como foi ano passado, várias competições – Copa do Brasil, Sul-Americana, Libertadores e Brasileiro –  você acaba jogando mais e eu joguei bastante jogos ano passado que com certeza foram muito importante para a bagagem desse ano”  

Jogos difíceis da temporada passada

Quanto mais difícil mais você aprende. Não acho que foi difícil , acho que a gente teve só um jogo contra o Jorge Wilstermann que foi bem complicado e contra LDU, mas acho que de resto a gente suportou bem. A gente não conseguiu classificar para a Libertadores, no Brasileiro não subimos na tabela, mas nosso objetivo no final foi não cair e a gente conseguiu.” 

Sequência como titular

Jogar é sempre bom, ninguém gosta de ficar sem jogar e a sequência é muito boa. Espero continuar na sequência, trabalhando dia a dia e com os pés no chão. Um degrau de cada vez e ver o que o professor vai decidir.” 

Conversas com Castán e Werley

São dois zagueiros experientes, foram nossa dupla de zaga ano passado, o Breno também conversa comigo. Espero que retornem o mais rápido possível. A experiência desses três que já jogaram muito e tem uma bagagem que com certeza ajuda a gente.Saber que quando eles voltarem eles vão jogar e eu tenho que buscar pelo meu espaço e o que o professor decidir para mim vai ser o melhor para o Vasco.” 

Jogar junto com Castán

Normalmente canhoto usa muito mais a canhota e o destro consegue usar as duas, mas se o Luxemburgo achar que tem que jogar dois canhotos vai jogar dois canhotos. Respeitar a decisão que o professor vai tomar e se eu tiver que jogar eu jogo, se tiver que outro jogar eu desejo o melhor para o outro.” 

Estilo de jogo do Luxemburgo

Quando tem três volantes a proteção na zaga é maior, o zagueiro não precisa ficar dando muito combate na entrada da área, dá pra fechar mais a área, não precisa ficar cobrindo muito lateral que o volante está ali. É bom defensivamente e como a gente tem três volantes de qualidade dá pra sair rápido, mas independente da forma de jogar o que não pode faltar é vontade e disciplina tática. Pode faltar técnica ó não pode faltar vontade.” 

Volta de Castán

Ele é o nosso capitão, é ele que vai jogar quando voltar, não tenho dúvida disso. Essa dor de cabeça eu deixo para o Luxemburgo de ver quem vai jogar.Todo jogador quer jogar, ele quer jogar, eu quero e o Miranda também, todo mundo quer jogar! Não tem briga, é uma disputa sadia, todo mundo cresce não só na zaga como no gol, no meio e no ataque. Ele voltando vai ser bom, o cara que tem liderança, ajuda bastante a gente, vai ser bom. Se tiver que jogar na direita ou ir pro banco para mim não tem problema nenhum, tem que o melhor para o Vasco que com certeza é o melhor pra todo mundo.” 

Conversa com treinador

“A gente já havia conversado para saber como que ia ser, porque tem gente que viaja, que já comprou passagem então tinha que ver a volta. é normal essa conversa, ele foi bem sério com a gente e a gente foi bem sério com ele, achando que também a gente não podia ter uma folga grande pelo momento que a gente está, temos que trabalhar e como ele entrou no meio da temporada não pegou o time desde o início, o tempo que ele vai ter para trabalhar é agora. Todo mundo ficou de acordo e a decidimos que vão ser menos dias pra gente voltar a trabalhar e voltar depois da Copa América com força total para buscar coisas grandes.” 

Importância da primeira vitória

“Estávamos na última posição e ainda não tinha ganhado na competição, mas campeonato brasileiro é muito difícil e o bom dessa vitória é que a gente pegou um time que é candidato ao título não só do Brasileiro como da Libertadores, é um time de qualidade. No segundo tempo não recuamos, é normal dá uma baixada e querer aproveitar os contra-ataques, acabou que não conseguimos aproveitar e quando você não consegue aproveitar lá atrás tem que está bem atento, bem seguro. O ataque não funcionou no segundo tempo mas no primeiro fez dois gols e deu a vitória pra gente.”

Jogo contra o Ceará

A última vitória foi para dar esperança para o torcedor e ver que a gente está brigando e sempre vai brigar, com Ceará vai ser da mesma forma! Não importa o time que entrar, pode ser o Inter, o Palmeiras ou o Ceará vamos jogar igual são 11 contra 11, ninguém entra com um a mais.”

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar