Vasco da Gama

Sindicância não é aberta e Campello segue à frente do Vasco

Votação foi realizada na noite desta segunda-feira (3), na sede da Lagoa

Em votação do Conselho Deliberativo do Vasco na noite desta segunda-feira (3), ficou decidido que não será aberta uma sindicância contra o presidente do Vasco, Alexandre Campello. 202 pessoas votaram na sede náutica da Lagoa, sendo 105 contra a abertura da investigação e 95 a favor.

Campello foi denunciado por ter causado prejuízo ao Vasco, tendo aumentado a dívida do clube em R$ 4 milhões. Caso a sindicância fosse aberta, o presidente cruzmaltino pretendia renunciar ao cargo. Campello, inclusive, já tinha preparado a carta de renúncia.

Um dos grandes responsáveis pela vitória de Alexandre Campello foi Eurico Brandão, o Euriquinho. O filho de Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, discursou e foi responsável por uma virada nos votos. Usando um suéter semelhante ao que seu pai vestia, Euriquinho se disse contra o atual presidente do Vasco, mas que a abertura de sindicância e uma possível saída de Campello poderia ser ainda mais danoso ao clube, que vive momento conturbado.

Após a votação os conselheiros votaram na aprovação de um empréstimo no valor de R$ 10 milhões que foi aprovado por unanimidade. O empréstimo é para o pagamento de atrasados. O presidente do Conselho Deliberativo do clube, Roberto Monteiro, já convocou nova reunião para aprovação de mais R$ 20 milhões. A reunião acontecerá na próxima segunda-feira.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar