BotafogoFutebol

Sondagens, escolha pelo Botafogo, inspirações e objetivos para 2019; Luiz Fernando fala com a Rádio Opinião

Em entrevista exclusiva, atacante que foi um dos grandes nomes da equipe em 2018 avalia seu primeiro ano como positivo no clube

Luiz Fernando Moraes dos Santos, 22 anos, nascido em Tocantinópolis, no Tocantins, é uma das grandes realidades do Botafogo para 2019. Após chegar em 2018, ainda como aposta, o atacante fez 54 jogos em 2018 e sete gols. No total, são 59 jogos e oito gols, cinco só na era Zé Ricardo, onde é vice artilheiro.

O atacante concedeu uma entrevista exclusiva para a Rádio Opinião. Tímido, o jogador usou respostas curtas, porém objetivas. Entre os temas, Luiz abordou a escolha pelo Botafogo, em 2018, quando também era sondado pelo milionário Flamengo, balanço do ano de 2018, objetivos para 2019, entre outras coisas… Confira a entrevista completa.

Rádio Opinião: 1 – Objetivos do Luiz Fernando para o ano de 2019?

Luiz Fernando: R: O ano de 2018 foi de afirmação num grande clube, em uma cidade grande. Em 2019 pretendo evoluir ainda mais e ajudar o Botafogo a conquistar um título nacional ou da Sul-americana.

2 – Após terminar o ano de forma tranquila, o que contribuiu para o Botafogo ter um começo de ano instável?

R: Não é o ideal, mas temos que entender que estamos muito no início ainda. Aos poucos a confiança está voltando e temos tudo para melhorar no estadual e avançar na Copa do Brasil e Sul-americana .

3 – Como você avalia seu primeiro ano no Botafogo? Mudaria algo?

R: Achei muito positivo. Me firmei como titular, fiz gols importantes.  Mas quero mais em 2019, pois me cobro bastante.

Foto: Site Botafogo

4 – No Atlético-GO você chegou a fazer várias funções do meio pra frente, inclusive de falso 9, como se sente atuando em outras posições?

R: Hoje em dia o jogador precisa desempenhar diversas funções. De acordo com o adversário e com as necessidades do próprio time. Me sinto bem podendo ajudar desta maneira  .

5 – De aposta no ano anterior para camisa 10 hoje, esperava essa ascensão em um ano?

R: Tinha essa confiança e felizmente as coisas foram acontecendo. O foco agora é retomar as boas atuações do ano passado e seguir evoluindo junto do time.

Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

6 – Você foi um dos que mais atuaram no ano passado, no Brasileiro, só não atuou mais que o Rabello, a que você credita essa boa forma?

R: Nunca tive problemas sérios de lesão, desde quando comecei a jogar futebol. Me cuido muito também, busco seguir orientações de nosso nutricionista, e me dedico nos treinos físicos para aguentar essa maratona de jogos.

7 – Antes de vir ao Botafogo, você foi sondado pelo Flamengo. Houve proposta? Se sim, por que a escolha pelo Botafogo?

R: Soube do interesse do Flamengo, mas o projeto do Botafogo foi importante na escolha.  O clube passa por um momento de reconstrução e participar disso é muito gratificante.

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

8 – Em quem você se inspira como jogador e pessoa?

R: Como jogador tenho vários que admiro. No passado o Rivaldo, que tinha categoria e faro de gol. Nos dias atuais não tem como não admirar o Messi e Cristiano Ronaldo. E na vida, meu ídolo é meu pai!

9 – Sondagem de algum clube nesse período de Botafogo?

R: Tiveram algumas sondagens nessa última janela. Mas como já disse, para eu sair do Botafogo, precisa ser uma proposta boa para todas as partes. Estou tranquilo e focado aqui.

LEIA MAIS

Aprendizado, perspectivas, dedicação, liderança e Marcos Soares… Caio Alexandre bate um papo com a Rádio Opinião

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar