Vasco da Gama

Thiago Galhardo entra e faz o gol que decreta a vitória do Vasco sobre o Madureira

Thiago Galhardo não seria relacionado para o jogo para fazer um tratamento físico especial. No entanto, Caio Monteiro não pôde estar a disposição e Valentim pediu ao meia para ir à partida.

Thiago Galhardo saiu do banco para garantir a vitória do Vasco neste sábado (19) sobre o Madureira no Estádio Aniceto MoscosoO jogo começou às 16h50 em Conselheiro Galvão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Confira outras notícias do Vasco

O JOGO

O primeiro tempo começou movimentado. O Madureira, claro, muito mais inteiro na partida. Eles vinham fazendo a preparação há algum tempo para o Campeonato Estadual de 2019. Com isso, apertavam com intensidade a saída de bola do Vasco. Em uma oportunidade, conseguiram complicar a vida de Leandro Castan que se viu obrigado a fazer uma falta para atrasar o ataque dos adversários.

O Gigante da Colina foi a campo com um time misto. A defesa é a considerada titular do ano, mas do meio para frente havia uma mescla entre jogadores da base e recém-contratados. O desentrosamento entre eles era visível. Alias, estão juntos apenas há dez dias, quando fizeram a pré-temporada em Atibaia, São Paulo.

Mesmo com uma das equipes mais preparadas e a outra ainda se conhecendo em campo, não faltou disposição dos atletas. Nem mesmo o sol forte da Zona Norte carioca impediu que os dois lados partissem para cima. O Cruz-Maltino tentava criar mais vezes mas nem sempre com muito sucesso. O Madura era mais agudo. Apostava nas bolas paradas e assustava os torcedores vascaínos.

O quarteto ofensivo do Almirante, formado por Dudu, Yan Sasse, Marrony e Ribamar, era insistente. Sasse e Marrony subiam pela direita. Dudu não sentiu o peso da primeira vez como titular. Ia bem ao ataque, fosse armando jogadas ou batendo de fora da área, e ajudava como podia a defesa. Ribamar esbanjava força física. Muito presente na frente, o atacante não se prendia a famosa “banheira” e caia pelos lados para conseguir achar um gol.

Ainda com toda essa disposição do setor ofensivo vascaíno, o primeiro susto veio do lado do Tricolor Suburbano. O cruzamento proveniente de um escanteio levou a bola até a cabeça de Cláudio Maradona, que estremeceu o travessão de Fernando Miguel.

Na segunda etapa, o Vasco voltou mais focado. Criava melhor e tinha mais eficiência. Tudo ficou mais fácil quando o zagueiro Marcelo Alves foi expulso do jogo. Nos primeiros 45 minutos, ele havia feito falta em Ribamar. No período final, quem sofreu com a força dele foi o jovem Marrony. O segundo amarelo veio e consequentemente o vermelho. Na jogada seguinte, Dudu deu lugar a Thiago Galhardo, que nem ia ser relacionado para a partida, e o meia logo mostrou suas credenciais. Em um erro de Marrony, numa tentativa de dar um passe de letra, o cria da base vascaína ajeitou para Galhardo que bateu com a chapa do pé para as redes. 1 a 0 Vasco.

Ainda assim o Madureira chegava. Partia para cima sem medo. Postura de time grande. Com um a menos e sem a companhia de Welber, que foi substituído pelo zagueiro Júnior Lopes após a expulsão de Marcelo Alves, Cláudio Maradona infernizava a defesa do Gigante. Tentava de todas as formas o empate. Só não foi o destaque porque o goleiro Jonathan vivia uma tarde inspirada. Tirou tudo o que pôde, principalmente as investidas de Ribamar.

O Cruz-Maltino até chegou ampliar, mas a euforia não demorou muito tempo. Não, o Tricolor não fez gol. O que aconteceu é que o lateral-direito Cláudio Winck, que entrou no lugar de Raúl Cáceres, com dores, bateu uma falta e marcou. No entanto, o zagueiro Werley estava em posição de impedimento e o árbitro anulou o segundo gol da partida. A equipe de Alberto Valentim tentou outras várias vezes mas ficou por isso mesmo. Vitória magra do Vasco sobre o Madureira na primeira rodada da Taça Guanabara.

Ficha Técnica

Madureira x Vasco

Campeonato Carioca: Taça Guanabara – 1ª Rodada

Local: Estádio Aniceto Moscoso, Conselheiro Galvão, Madureira (RJ)

Data: 19/01 (Sábado)

Horário: 16h50 (Horário de Brasília)

Equipe de Arbitragem

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique

Assistente nº1: Silbert Faria Sisquim

Assistente nº2: Daniel do Espírito Santo

Escalação do Madureira – Técnico: Antônio Carlos Roy

Jonathan, Valdir, Ivan Cañete, Marcelo Alves, Levi, Felipe Santurnino, Rodrigo Dantas (Maikon Aquino), Everton, Welber (Júnior Lopes), Luciano Naninho (Rezende) e Cláudio Maradona.

Escalação do Vasco – Técnico: Alberto Valentim

Fernando Miguel, Raúl Cáceres (Cláudio Winck), Werley, Castán e Danilo; Raul, Lucas Mineiro, Dudu(Thiago Galhardo) e Yan Sasse; Marrony (Matheus Moresche) e Ribamar.

Gol: Thiago Galhardo

Cartões Amarelos: Marcelo Alves – Madureira (2x); Lucas Mineiro e Werley – Vasco.

Cartão Vermelho: Marcelo Alves

Renda e público: R$ 54.630,00 / 1.250 pagantes / 1.850 presentes

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar