Vasco da Gama

Vasco vence Portuguesa por 5 a 2 em jogo-treino, no CT do Almirante em partida quente

Luxemburgo mantém rotina de atividades contra adversários durante semanas sem jogos para que elenco sofra com a falta de ritmo

O Vasco venceu a Portuguesa nesta quinta-feira, no CT do Almirante, em jogo-treino preparatório para a reta final do Campeonato Brasileiro. Com dois times diferentes, um em cada tempo, o Cruz-Maltino fez 5 a 2. Os gols foram marcados por Raul, Werley, Fellipe Bastos, Valdívia e Lucas Mineiro.

Vanderlei Luxemburgo escalou a equipe titular do Vasco com: Fernando Miguel, Pikachu, Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marquinho; Bruno César, Marrony e Talles.

As principais jogadas do Vasco com os titulares em campo foram construídas pelo lado esquerdo. O gol, inclusive, saiu dali: Danilo Barcelos lançou Marquinho, que cruzou bem para Raul, no meio da área, abrir o placar. Ainda no primeiro tempo, o clima esquentou. Talles Magno, de apenas 17 anos, levou uma entrada dura do marcador, por trás. O capitão Leandro Castan se irritou, xingou o adversário, e os dois times se desentenderam.

Depois do intervalo, Luxemburgo mudou todo o Vasco: Sidão, Cáceres, Breno, Werley e Ricardo; Fellipe Bastos, Andrey, Lucas Mineiro e Marcos Júnior; Valdívia e Tiago Reis.

Apesar das alterações, o Cruz-Maltino continuou melhor que o adversário e fez quatro gols. Werley, Fellipe Bastos, Valdívia e Lucas Mineiro marcaram no segundo tempo e garantiram a vitória, mesmo com os dois gols sofridos.

Após a partida, o zagueiro Oswaldo Henriquez elogiou a evolução da equipe e deu créditos ao treinador:

– Acho que uma das coisas que o Vanderlei está tentando implementar é a atitude. Fomos cobrados porque perdemos alguns pontos nos últimos minutos porque não tivemos essa malandragem. O Vanderlei tem nos passado isso – disse o colombiano.

Oswaldo Henriquez durante coletiva no Vasco — Foto: Bruno Giufrida
Foto: Bruno Giufrida

A abertura dos treinos para a imprensa é uma das mudanças implementas por Luxemburgo. Além disso, ele aposta mais em coletivos e atividades em campo inteiro, em vez dos reduzidos realizados pelo antigo treinado Alberto Valentim:

– Às vezes você fica trabalhando muito em jogo reduzido, mas jogador precisa de campo aberto. É muito importante. Às vezes não é a mesma coisa um treino em campo reduzido – completou Henriquez.

Tags
Mais

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar